Coronavírus

Mundo ultrapassa 750 mil mortes pelo novo coronavírus

O planeta contabiliza mais de 20,6 milhões de casos desde os primeiros registros em dezembro na China

diario da manha
Foto: Reprodução

O mundo chegou nesta quinta-feira (13) a marca de 750.003 mortes ocasionadas pelo novo coronavírus, conforme balanço atualizado pela agência AFP, levanto em conta dados oficiais. O planeta contabiliza mais de 20,6 milhões de casos desde os primeiros registros em dezembro na China.

De acordo com informações da agência AFP publicadas pela revista IstoÉ, os Estados Unidos ocupam a primeira posição no ranking dos países mais afetados pela Covid-19. Dentre os dez mais atingidos pela doença estão cinco da America Latina.

Conforme a matéria, o segundo país mais afetado pela pandemia é o Brasil, com 3.164.785 casos e 104.201 mortos. Já o Peru é o sétimo, conta com 498.555 infecções e 21.713 vítimas fatais.

O México é o oitavo da lista e soma 498.380 pessoas contaminadas com 54.666 óbitos. A Colômbia está em nono lugar. Apresenta 422.519 contágios e 13.837 mortos. O décimo país mais atingido é o Chile. Contabiliza 378.168 contaminações e e 10.205 mortes provocadas pelo coronavírus.

Mudanças em decorrência dos números do novo coronavírus

De acordo com a reportagem, os números crescentes provocaram mudanças em determinadas regiões. Alguns locais não permitem o relaxamento das medidas contra o novo coronavírus. Como por exemplo, a Itália. O país europeu proibiu turistas vindos da Colômbia, com receio de novos registros de infecções.

Além disso, pessoas provenientes da Espanha, Croácia, Grécia e Malta precisam realizar testes de detecção de coronavírus se desejarem entrar na Itália.

Já a Espanha, por ter quase 330 mil contágios, proibiu moradores da Galícia, comunidade autônoma espanhola, de fumar em ruas e áreas abertas de bares, caso não sigam os protocolos de distanciamento social.

Comentários