Coronavírus

Anvisa libera importação de insumos para produção da Coronavac

Desde 23 de setembro Instituto Butantan tentava importar os insumos para a produção da vacina

diario da manha

Depois de ser cobrada pelo Instituto Butantan, para permitir a importação dos insumos para a produção da Coronavac, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou que o insumo seja importado na última quarta-feira (28/10).

Conforme publicado pelo site da agência, os insumos para a produção da vacina que é desenvolvida pela empresa chinesa Sinovac em parceria com o instituto, deve chegar em caráter excepcional e como produto intermediário.

Desde o dia 23 de setembro o Instituto Butantan tem buscando a importação do produto, com o intuito de fabricar a vacina adsorvida Covid-19, ou seja, em que o vírus está inativo. Vale ressaltar que a Coronavac está em sua terceira fase de testes clínicos em humanos, e que ainda não há registro da mesma no país.

Uma vez que ainda estão em andamento os estudos, não há uma previsão para uma campanha de vacinação com o uso do imunizante. Segundo a Anvisa, o tema foi discutido entre terça e quarta, onde foram definidas as regras para que a matéria-prima da Coronavac pudesse ser importada de forma excepcional para o Brasil.

Comentários