Coronavírus

Profissional que fingiu aplicar a vacina contra Covid-19 em idosa é afastada

Vídeo feito no momento da vacinação mostra o que a agulha entra na idosa mas a dose permanece na seringa

diario da manha

Uma profissional da saúde foi afastada da campanha de vacinação, conforme Secretária Municipal de Saúde, após fingir aplicar a vacina. Tudo ocorreu na manhã da última quarta feira (10). A idosa de 88 anos, Floramy de Oliveira foi receber a primeira dose da vacina. No entanto, sua filha Luciana Jordão, começou a filmar o momento e o vídeo consegue detectar que o liquido da vacina foi havia sido injetado.

A SME informou que identificaram a profissional e informaram que a mesma foi afastada da campanha de vacinação em Goiânia. Em nota, informaram também que a idosa não ficou no prejuízo, pois foi vacinada imediatamente. Ainda assim, um processo foi aberto para a investigação do caso.

O G1, tentou contato com a secretaria, afim de esclarecer se a funcionaria será afastada do trabalho como servidora, mas no entanto ainda não receberam nenhuma resposta. De acordo com a família, Floramy foi devidamente vacinada ainda naquela manhã, após sua filha questionar a profissional da saúde.

Luciana, relatou que a profissional simplesmente enfiou a agulha e tirou, sem injetar o liquido. Vendo que a seringa estava com o conteúdo ainda lá ela indagou a profissional que afirmou ter aplicado. Uma discussão se iniciou e tendo as provas indicando que a aplicação não havia sido realizada, realizou novamente o processo.

“Ela olhou, pediu desculpas, disse que ela tinha se esquecido de injetar, foi e picou minha mãe, vacinou minha mãe novamente. Eu fiquei prestando atenção, e aí ela realmente vacinou”, afirma a filha da idosa.

Como a suspeita é que a profissional seja uma enfermeira, o Conselho Regional de Enfermagem de Goiás (Coren-Go), informou que vai averiguar se ela é de fato enfermeira. Se caso positivo, iniciará os tramites de conduta profissional conforme estabelecido no regime do conselho.

Sobre o Vídeo

Bruno Jordão, 32 anos, neto da idosa, contou ao G1 que sugeriu a mãe que gravasse o momento justamente para averiguar se a dose seria realmente aplicada. Segundo ele a enfermeira chegou a questionar se sua mãe iria apenas tirar uma foto ou gravar. Luciana mentiu dizendo que era só a foto e então gravou escondido.

O servidor público acredita que esse tipo de situação está se repetindo com várias pessoas.

“Com certeza está acontecendo isso. Imagina quantas pessoas não estão sendo vacinadas. A gente estava receoso disso acontecer. Por isso, minha mãe filmou. Resolvemos divulgar para a imprensa. As pessoas precisam ser alertadas sobre isso”, afirma Bruno.

Sobre a Investigação

Em entrevista a Tv Anhanguera, o secretário municipal de saúde Durval Ferreira, disse que um processo administrativo foi aberto por parte da secretaria para a apuração dos fatos. De acordo com ele, a secretaria jamais agirá de forma a acobertar casos assim.

Até o momento a única versão que a pasta tem, são a dos familiares da idosa e que eles acreditam nessa versão. Acreditam que a denuncia esteja de uma forma ética e responsável, não restando duvidas sobre a acusação.

A pasta firmou ainda que há vacinas suficientes para todos os idosos acamados com mais de 60 anos e para maiores de 85 anos. Tais grupos iniciaram a vacinação na terça feira (9). O secretario pediu ainda que as pessoas continuem se vacinando.

Comentários