Coronavírus

Autorização prévia é o que a Anvisa impõe para exportação de remédios

diario da manha

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) determinou que o kit intubação só poderão ser vendidos fora do país primeiramente com autorização.

Tudo isso foi concluindo e publicado nesta Quarta -feira (31) pelo Diário Oficial da União (DOU).

Na lista permanecem as vacinas contra o covid-19 e o oxigênio medicinal estes instes necessitam também e com urgência de autorização prévia da Anvisa para serem exportados desde do inicio do mês. Todavia a medida foi justificada pela necessidade dessas substâncias no combate à pandemia.

Semelhantemente o “kit covid” que são a cloroquina, hidroxicloroquina e azitromicina, estes também precisam da autorização prévia para exportação.

Porém o kit covid não tem sua eficácia comprovada e não garante o total tratamento para o covid-19.

Em todo Brasil profissionais da saúde afirmam estar com falta dos medicamentos do “kit intubação” e do oxigênio.

Hospitais especializado contra a doença e Unidades de Tratamento Intensivos (UTIs) na maioria não tem os remédios ou falta oxigênio nas unidades.

Sem esquecer de Manaus onde a negligência das autoridades foi mais longe um surto da Covid-19 provocou colapso no sistema de saúde de Manaus, e unidades de saúde passaram a sofrer com falta de oxigênio e muitos vieram a óbito .

“Veja a lista dos que necessitarão de autorização prévia para exportação”

  • oxigênio medicinal
  • vacinas contra a Covid
  • nitazoxanida, cloroquina, hidroxicloroquina, azitromicina e ivermectina (“kit Covid”)
  • fentanil, midazolam, etossuximida, propofol, pancurônio, vecurônio, rocurônio, succinilcolina, heparina sódica suína, heparina sódica bovina, enoxaparina sódica e dexmedetomidina, na forma de matéria-prima, produto semi-elaborado, produto a granel ou produto acabado (“kit intubação”)
  • insumos farmacêuticos ativos, sais, éteres e ésteres dessas substâncias.

Leia também:

Comentários