Coronavírus

Governo de São Paulo anuncia abertura de mais 338 leitos para Covid-19

O número está abaixo da demanda do estado que é de 400 novos casos do coronavírus por dia

diario da manha

O governo de São Paulo, anunciou nesta quarta-feira (10), a abertura de mais 338 leitos para pacientes de Covid-19, até o final de março.

Serão 167 leitos de UTI e 171 de enfermaria em hospitais estaduais, municipais e filantrópicos do estado.

O número de leitos não é suficiente para suprir a necessidade do sistema de saúde que teve alta no número de pessoas na fila de espera.

Segundo o Secretário Estadual da saúde, apenas a criação de novos leitos, não é suficiente para conter o avanço da pandemia.

O número total de pacientes internados, vem batendo recordes todos os dias. Nesta terça-feira (9), chegou à 20,3 mil pacientes internados em enfermarias e UTIs.

Em fevereiro, eram 15.517 pacientes nesta situação em São Paulo, o que significa um aumento de de 4.797 na ocupação dos leitos, que corresponde à uma demanda de 436 leitos extras por dia nos hospitais públicos e privados em todo o estado.

Durante a coletiva, o secretário Estadual da Saúde, Jean Gorincteyn, afirma que o estado não tem condições de suprir a atual demanda.

“Estamos aumentando da forma que conseguimos. Quando eu falo aumentar número de leitos não é simplesmente um colchão, uma cama e um respirador. É além disso: a equipe que vai dar assistência a esse paciente. Estamos internando 130 pessoas a mais por dia nas UTIs. Nós não temos fôlego para abrir na mesma velocidade o número de leitos”, afirma Jean.

Um levantamento feito pelo G1 nesta terça mostrou que ao menos 30 pacientes com Covid-19 morreram na fila de espera por leitos de UTI em cidades localizadas na grande São Paulo e interior, nestes primeiros nove dias de março.

Comentários