Brasil

"Não tem sistema nenhum de saúde que consiga ir abraçando", diz a diretora de hospital em Araçatuba

A declaração foi dada em um vídeo gravado ontem por Vilma para explicar a situação da unidade

diario da manha
Diretora administrativa de um hospital particular de Araçatuba (SP) Vilma Neri Shinsato Foto/Reprodução - G1

Nesta quinta feira (18), a diretora administrativa do Hospital Unimed de Araçatuba (SP), Vilma Neri Shinsato fez uma declaração em vídeo gravado por ela, para explicar a situação da unidade, além de dizer que o sistema colapsou mais pacientes que a capacidade, ela também fez um apelo emocionado para que as pessoas não saiam de casa.

“Infelizmente esse é o momento que a gente não queria chegar. Que é o momento que a gente vê paciente na porta do hospital sem conseguir leito, sem ter respirador, agonizando por falta de ar. É um momento que nenhum médico estudou pra fazer, que é um momento de escolher quem tem mais chance de ter acesso a um respirador”.

Até a noite de quinta-feira (18), a cidade registrava 15.751 casos positivos de coronavírus e 370 óbitos provocados pela doença.

Nas últimas semanas, houve um aumento exponencial no número de infectados consequentemente, as internações também saltaram.

Vilma explicou que abriu quatro setores de UTIS, quando havia apenas um com dez leitos disponíveis, mas todos os lugares já foram ocupados e por pacientes com covid-19.

Hospital Unimed Araçatuba
Foto Reprodução – Hoje mais

De acordo com ela, o hospital trabalhou nas últimas semanas para evitar o colapso, mas o aumento na demanda levou à atual situação. “Infelizmente hoje nosso ato é o que a gente mais temia está acontecendo em nossa cidade…Vimos um crescente de casos graves, várias tomografias com pacientes altamente comprometidos, que precisavam de ventilação mecânica na última semana. Isso fez toda nossa equipe se mobilizar atrás de insumos, de respiradores, sabendo que ia ser necessário”, garante.

Já em colapso e sem espaço, o Hospital Unimed transformou em UTI um local que foi construído para pacientes de pós-operatório. “Não é o ideal, não é ambiente próprio, mas é o que temos hoje para garantir que pacientes sejam assistidos. Abrimos hoje (ontem) esse espaço com seis leitos com respiradores e já tem quatro pacientes lá”, afirmou.

Além dos 40 pacientes internados em UTIS, o hospital informou que está também com ocupação total nos 50 leitos na enfermaria. No total, 84 pacientes estão com covid-19, sendo que 32 estão intubados, e os outros seis aguardam os resultados dos exames. “Não tem sistema nenhum de saúde que consiga ir abraçando, abraçando, abraçando cada vez mais.

Ao terminar de passar os números, ela faz um pedido para os moradores de Araçatuba.

Em um boletim desesperado, pedindo à população que fique em casa, que não saia na rua. Porque a última coisa que nossos médicos querem é ter que escolher, entre pai e o filho, quem merece o respirador. Isso é uma coisa que eu não queria ver em Araçatuba.

Segundo dados da secretaria municipal de Saúde, Araçatuba bateu recorde de internações com 77 pacientes encaminhados para os hospitais de tratamento de covid-19. A cidade já registrou 16.844 casos da doença com 365 mortes.

*Com informações do UOL e G1

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe DM Online www.dm.jor.br pelo WhatsApp (62) 98322-6262 ou entre em contato pelo (62) 3267-1000.

Leia também:

 

Comentários