Coronavírus

No DF médicos e enfermeiras pedem para população ficar em casa

diario da manha

Profissionais da saúde do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF), lançaram a campanha “Fique em casa”. A conscientização vem com o objetivo de manter a população em casa, alertando sobre a gravidade da Covid-19.

Médicos e enfermeiras gravaram vídeos com mensagens para a população. Eles pedem que as pessoas respeitem as medidas de restrições a fim de combater a propagação do vírus. De acordo com eles, o objetivo da campanha é reunir esforços para conter a superlotação na rede de saúde. Atualmente tanto a saúde pública quanto a privada atende com a sua capacidade máxima.

O Iges-DF, informou que desde o início da pandemia atenderam mais de 68 mil pessoas somente nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA). Dados da última quinta feira (18), Brasília somava 5.274 mortes pela Covid-19.

Em vídeo, os servidores das UPA’s de Sobradinho e de Samambaia falam sobre a situação dos Pronto Atendimento. O pedido é para que as pessoas se cuidem, para facilitar o trabalho dos profissionais de saúde, que não estão conseguindo atender devido o grande número de casos.

“Hoje temos a lotação de 121%, mas os colaboradores estão dando o melhor para atender aos nossos usuários”, diz Janaína Almeida, gerente da UPA de Sobradinho.

A técnica de enfermagem da UPA de Samambaia, Ana Maria Duarte, fala sobre a superlotação na maioria das redes hospitalares. Ela afirma que estão fazendo o possível para atender o máximo de pessoas que eles conseguem.

“Temos poucos profissionais no momento, para atender uma demanda exorbitante. A melhor forma de você contribuir neste momento é ficando em casa”, diz a médica da UPA de Samambaia, Maria Vilma.

Comentários