Coronavírus

Com Cloroquina a tira colo, ministro anuncia novo protocolo para tratamento da Covid-19

diario da manha
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Parece até ser brincadeira, mas nem mesmo a troca de ministro na Saúde, faz o tratamento com o famoso Kit Covid, que é composto por Cloroquina, Ivermectina e Hidroxicloroquina saem de cena. Pelo menos é o que dá a entender a postura do novo titular da pasta, Marcelo Queiroga, que anunciou hoje, 23, um novo protocolo para o tratamento da doença, e com a presença da tal falada cloroquina entre os remédios receitados.

Marcelo Queiroga confirmou a presença do medicamento, uma vez que o mesmo está inserido no tratamento precoce e tem o aval do governo federal. O ministro citou inclusive que no caso da Cloroquina há estudos de observância, mesmo com a medicação não tendo sua eficácia comprovada.

Queiroga concedeu entrevista ao jornal O Globo, e defendeu o presidente. Na sua fala, Bolsonaro não se atrasou para comprar as vacinas, e que a culpa era do modelo brasileiro que exigia uma aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), no entanto, o ministro parece ter se esquecido, que a vacina Jansen teve um acordo firmado com o governo brasileiro, mesmo sem ter o seu uso emergencial aprovado pela Anvisa.

O ministro chegou a falar sobre a questão da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), e não se mostrou preocupado com as investigações. De acordo com Queiroga não há o que temer e que sua preocupação é com CTI.

Vale lembrar que no início do mês a Nature Communications trouxe um estudo sobre o uso do kit covid. No qual mostra mais uma vez a ineficácia dos medicamentos, e que pacientes no Brasil tiveram o estado de saúda agravado devido ao uso de tal medicação.

Leia também:

Comentários