Coronavírus

Para Cristiano Zerbini "Brasil se tornou um grande covidário"

Até o momento são 398.343 óbitos no total

diario da manha
Foto/reprodução Covid-19

O coordenador de testes da Pfizer no Brasil, Cristiano Zerbini, disse que o “Brasil se tornou um grande covidário” por causa do aumento dos casos de covid no país e o a alta no número de mortes pela doença. O médico ainda lamenta as mais de 3 mil mortes diárias.

“O Brasil se tornou um grande covidário (…) 3 mil mortes por dia, isso é um absurdo. Como é que nós brasileiros podemos cooperar? Usem a máscara, distanciamento físico, lavem as mãos várias vezes por dia” , em entrevista ao CNN.

Até o momento são 398.343 óbitos no total. Somente de terça-feira a quarta-feira foram registrados 3.019 mortes pela doença. Nos últimos sete dias, morreram, em média, 2.379 pessoas por dia, dessas a maioria por complicações da infecção. Ontem foi o 98º dia consecutivo com média móvel acima de mil. Há 43 dias, desde 17 de março, o índice se mantém acima de 2 mil mortos.

Zerbini ainda ressaltou que na noite de hoje (29) chega no Brasil o primeiro lote com 1 milhão de vacinas da Pfizer. O lote faz parte da compra de 100 milhões de doses feita pelo Ministério da Saúde com a farmacêutica norte-americana.

A gente fica muito contente com a chegada dessa vacina, porque ela é altamente eficaz, como a gente tem visto tanto nos estudos, onde foi avaliada a eficácia, quanto na vida real, que foi avaliada a efetividade. ressaltou

O médico afirmou que acredita que a Pfizer não enfrentará problemas para entregar as outras doses compradas pelo Brasil no prazo estipulado. A previsão de entrega para todo o Brasil é que até junho sejam entregues 13,5 milhões de doses no total. Isso de acordo com cronograma divulgado no sábado (24) pelo Ministério da Saúde. Ressaltou na entrevista.

Com informações do UOL*

Leia também

Comentários