Coronavírus

Bolsonaro lamenta morte de Paulo Gustavo, vítima da Covid-19, e é criticado: "Hipócrita"

diario da manha

O presidente Jair Bolsonaro usou as redes sociais para prestar uma homenagem a Paulo Gustavo, que faleceu na noite desta terça-feira, 4, em consequência da Covid-19.

“Meus votos de pesar pelo passamento do ator e diretor Paulo Gustavo, que com seu talento e carisma conquistou o carinho de todo Brasil. Que Deus o receba com alegria e conforte o coração de seus familiares e amigos, bem como de todos aqueles vitimados nessa luta contra a Covid-19”, publicou.

Leia também: Beyoncé homenageia Paulo Gustavo em site oficial

Como resultado, Bolsonaro foi bastante atacado e chamado de “hipócrita”, “canalha”, “desgraçado” e “maldito” por usuários anônimos, políticos e famosos. A hashtag “Vai Tomar No C*” permanece no Trending Topics brasileiros desde a noite de terça-feira (4).

O presidente recusou 11 ofertas formais de fornecimento de vacinas contra a Covid-19, segundo o G1. O número leva em conta apenas os episódios em que há comprovação documental da omissão governamental. Em agosto, Jair Bolsonaro ignorou 70 milhões de doses da Pfizer que teriam sido entregues em dezembro de 2020.

Além disso, desautorizou o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello quando a pasta anunciou, em outubro, a intenção de adquirir 46 milhões de doses da CoronaVac. 

Leia também: Teich diz que saiu por divergência sobre cloroquina e falta de autonomia

Comentários