Coronavírus

Paciente se recusa a ser vacinado contra a Covid-19 por enfermeira negra na Bahia

A enfermeira não conseguiu identificar o paciente, mas resolveu registrar o boletim de ocorrência sobre o caso, com isso ela busca que o homem seja identificado pela polícia

diario da manha

Um paciente se recusou a ser vacinado contra a Covid-19 por uma enfermeira voluntária negra na última segunda-feira (17), em Ilhéus, na Bahia. A estudante de enfermagem, Thaís Carvalho, se voluntariou para vacinar pessoas no bairro Jardim Savoia. As informações são do telejornal BATV.

Segundo ela, o homem chegou ao local acompanhado da filha, e atendendo o pedido dela, a profissional foi atender o paciente no carro. A enfermeira questionou se o homem gostaria de ser vacinado logo, pois já seria o próximo da fila, mas ele respondeu que não queria.

“Eu perguntei: ‘O senhor já fez a ficha?’ Ele: ‘Meu filho está fazendo a ficha, mas você não’. Aí eu abaixei na direção dele e perguntei o motivo. Aí ele virou para mim e disse: ‘Porque você é negra’”, disse a enfermeira

Thaís Carvalho não conseguiu identificar o paciente, mas resolveu registrar o boletim de ocorrência sobre o caso, com isso ela busca que o homem seja identificado pela polícia.

“Eu fiz a vacinação e voltei. Ele já tinha saído da sala de vacina, tomado a vacina dele. Na hora, não tive reação. Eu sempre pensei que se isso acontecesse comigo, eu ia reagir de tal maneira, mas não consegui. Eu me senti totalmente impotente”, desabafou a estudante.

O secretário de Saúde de Ilhéus, Geraldo Magela, repudiou o fato e agradeceu a enfermeira por se voluntariar para participar da vacinação contra a Covid-19.

“Mesmo em um país miscigenado, com uma população bastante miscigenada, a gente ainda observa comportamentos como esses, que deveriam ser abolidos da sociedade. Nós devemos apoiar totalmente essa funcionária e agradecê-la por estar como voluntária no processo de vacinação”, disse Magela.

Leia também:

Comentários