Coronavírus

Paulo Gustavo recebe homenagens de artistas nas redes sociais

diario da manha
Por Brenda Zacharias

Artistas, políticos e amigos de Paulo Gustavo prestam homenagens em suas redes sociais ao ator e humorista, que morreu na noite desta terça-feira, 4, vítima de complicações da covid-19. O criador de personagens como a dona Hermínia, de Minha Mãe é Uma Peça, tinha 42 anos e estava internado há quase dois meses no Rio de Janeiro.

A atriz e humorista Tatá Werneck, uma das amigas mais próximas de Paulo Gustavo, passou os últimos dias pedindo orações ao ator em suas redes e publicou uma homenagem quando soube de sua morte “Aplaudam de pé esse grande homem! Gritem bravo! Façam uma homenagem a ele em suas casas”, escreveu.

O marido de Paulo Gustavo, Thales Bretas, também publicou uma homenagem ao ator em seu Instagram. “Nossa caminhada tinha tudo pra ser longa! Linda como vinha sendo”, disse. Thales afirmou estar vivendo um “turbilhão de sensações” e agradeceu ao público pelas “energias positivas e orações”.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, por meio de seu perfil no Twitter, também publicou a sua homenagem ao ator. “Seu talento jamais será esquecido”, diz na mensagem.

O humorista Marcelo Adnet publicou em seu perfil no Instagram uma foto do ator, com a legenda “Para sempre”.

A atriz Mônica Martelli compartilhou foto com o ator, a quem chamou de irmão. “Vamos lembrar de você sempre assim. Sorrindo, criando, fazendo o Brasil gargalhar”, escreveu em sua homenagem

“O mundo perde um gênio do humor”, escreveu o também ator e humorista Fábio Porchat em uma publicação.

O cantor Caetano Veloso, também no Instagram, escreveu que Paulo Gustavo era “a expressão da alegria brasileira”.

A atriz e humorista Dani Calabresa desejou força à família e amigos de Paulo Gustavo. “Tô sentindo um aperto no peito desde que noticiaram que ele foi internado”, escreveu.

“Não estávamos preparados para você partir assim tão cedo”, escreveu o apresentador Luciano Huck.

O ator e humorista Whindersson Nunes relembrou a vez em que viu um dos shows de Paulo Gustavo na juventude. “Vc entrou no palco do jeito que eu tinha vontade de entrar no lugares, sendo eu”, escreveu na publicação.

“Paulo, meu querido, foi a primeira vez que você nos fez chorar”, escreveu o Padre Fábio de Melo em rede social.

Comentários