Coronavírus

SP identifica 1º caso da variante indiana do coronavírus

O paciente tem 32 anos, é morador de Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro

diario da manha
Santiago Webajh, scientist of the Pablo Cassara foundation, puts a drop of reagent in a container during a test of the new "NEOKIT-COVID-19?, developed by a group of Argentine scientists that diagnoses the coronavirus disease (COVID-19) in less than two hours, in Buenos Aires, Argentina May 19, 2020. REUTERS/Agustin Marcarian

O Estado de São Paulo identificou o primeiro caso da cepa B.1.617 do coronavírus, conhecida como variante indiana. O paciente tem 32 anos, é morador de Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro, e desembarcou no Aeroporto Internacional de Guarulhos no dia 22 de maio.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que monitora o aeroporto, identificou o passageiro. No entanto, a pasta estadual só foi informada sobre o caso positivo quando o passageiro já havia embarcado em voo doméstico para o Rio de Janeiro.

De acordo com o governo estadual, não há casos registrados desta linhagem em pessoas originarias do Estado de São Paulo.

A secretaria informou que, imediatamente após ser comunicada pela Anvisa, iniciou as medidas de vigilância epidemiológicas necessárias junto ao município. Para monitoramento, uma lista completa dos passageiros do voo foi solicitada. Além disso, também foi pedido os nomes de todos os funcionários do aeroporto, laboratório e dos contatos do passageiro para isolamento e monitoramento.

As equipes de vigilância do Rio de Janeiro também foram imediatamente notificadas para o acompanhamento do caso.

Como medida de contenção, as equipes de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde estão notificando desde do dia 14 de maio os municípios de residência de todos os passageiros vindos da Índia que desembarcam no Brasil. A medida é uma parceria com a Anvisa, que envia para a Saúde a lista completa dos passageiros do voo.

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe DM Online www.dm.com.br pelo WhatsApp (62) 98322-6262 ou entre em contato pelo (62) 3267-1000.

Leia também:

Comentários