Coronavírus

Covid-19: Butantan deve começar a recrutar voluntários para testes da vacina ButanVac esta semana

Segundo Dória, um dos grandes benefícios da ButanVac é que, por ser uma vacina nacional, não será necessário importar insumos de outros países, o que deve baratear a produção.

diario da manha

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), autorizou os testes em humanos da vacina Butanvac do Instituto Butantan, de São Paulo e nesta semana devem começar a recrutar voluntários para receber as doses.

De acordo com o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, até o próximo sábado (19) ou domingo (20), o governo de São Paulo vai lançar até um site para receber as candidaturas. 

Na fase inicial, os estudos com seres humanos busca entender se a vacina é segura e qual a capacidade dela de produzir imunidade no corpo das pessoas. 

A vacina já passou por rigorosos processos de pesquisas em laboratórios, inclusive, com testes em animais. Segundo o governador de São Paulo, Jõao Dória, nos testes em laboratórios os resultados foram “muito promissores”.

MACHISMO NO AUTOMOBILISMO

Para a primeira fase de testes, o Butantan deve selecionar 400 voluntários. E serão realizados no Estado de São Paulo, na capital e na cidade de Ribeirão Preto.

Para se inscrever, é necessário ter mais de 18 anos de idade. Pessoas que já tiveram covid-19 ou que já se vacinaram também podem participar.

“São três categorias [que serão incluídas nos testes]: o grupo que não teve contato com o vírus, o grupo que já teve contato e o grupo já vacinado”, disse Dimas Covas.

“Houve autorização da Anvisa para o início do estudo clínico. Essa semana temos ainda a fase de aprovação ética: os comitês de pesquisa [dos hospitais envolvidos] tem que aprovar [o estudo] e, posteriormente, a Comissão de Ética em Pesquisa. Esta semana está previsto iniciar um pré-cadastro dos voluntários. É um estudo de fase 1, nesse momento, para avaliar a segurança da vacina”, acrescentou Covas.

Comentários