Coronavírus

Mais de quatro mil idosos não retornaram para tomar segunda da vacina, em Goiânia

A baixa procura tem preocupado porque as duas doses são fundamentais para que todas as pessoas já vacinadas desenvolva anticorpos contra a doença

diario da manha
Foto: Reprodução

Em Goiânia, os mais de quatro mil idosos que já tomaram a primeira dose da vacina contra a Covid-19 ainda não retornaram para tomar a segunda dose. A baixa procura tem preocupado porque as duas doses são fundamentais para que todas as pessoas já vacinadas desenvolva anticorpos contra a doença.

Grécia Pessoni, diretora de vigilância epidemiológica, faz alerta e diz que, qualquer pessoa que, por algum motivo estiver com a segunda dose em atraso, também pode procurar os postos destinados à vacinação, neste caso sem necessidade de agendamento.

Para estas pessoas, o prazo se encerra no dia 11 de junho. A diretora de vigilância ainda ressalta que a imunização é eficaz somente após completar o esquema vacinal, ou seja, tomar a primeira e segunda dose. Para receber o reforço do imunizante, é necessário apresentar documento pessoal com foto, CPF e o comprovante da primeira dose.

Durval Pedroso, Secretário de Saúde de Goiânia, reforça que, a vacinação é um benefício para a saúde não só de quem recebe a dose, mas também, as de outras pessoas. ”Quanto mais pessoas forem vacinadas, menor a propagação do vírus. Por isso, é importante que as pessoas atendam as campanhas, além de seguir com os protocolos de segurança”, destaca.

Comentários