Coronavírus

EUA: agências concluem que covid-19 não foi desenvolvida como arma biológica

Elas concordam em dois pontos: de que o coronavírus não foi desenvolvido como arma biológica e que as autoridades chinesas tinham conhecimento prévio do vírus

diario da manha

As agências de inteligência dos Estados Unidos não foram capazes de determinar conclusivamente como a pandemia da covid-19 surgiu, aponta um resumo de um relatório confidencial divulgado na sexta-feira, 27. Por outro lado, elas concordam em dois pontos: de que o coronavírus não foi desenvolvido como arma biológica, ao mesmo tempo que as agências não acreditam que as autoridades chinesas tinham conhecimento prévio do vírus.

Quatro agências avaliaram, com pouca confiança, que ele alcançou humanos por meio de animais infectados, disse o resumo, mas uma argumentou com confiança moderada que o vírus foi resultado de um acidente de laboratório. O resumo foi extraído de um relatório confidencial mais longo apresentado ao presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, na última terça-feira, 24.

Ontem, Biden afirmou que há “informação crucial” sobre as origens da pandemia da covid-19 na China, mas autoridades do país asiático têm trabalhado para impedir investigadores internacionais de acessá-la.

Leia também:

Comentários