Coronavírus

Ômicron ameaça reinado do Momo em Goiás

Tendência é que Goiânia e principais pontos turísticos de Goiás cancelem a festa assim como diversas localidades do país. No entanto, a decisão oficial das prefeituras ouvidas pelo DM ainda não saiu

diario da manha
Com 400 casos de Covid em uma semana, cidade de Goiás decretou toque de recolher e pode cancelar Carnaval

Após o cancelamento das festas públicas de Réveillon, o carnaval parece que “já era” para maioria das capitais e municípios brasileiros. Em Goiás, com cidades avançando em números de casos – com 400 casos de Covid em uma semana, cidade de Goiás até decretou toque de recolher – tudo indica que as prefeituras optarão pelo cancelamento, porém decisão oficial deve sair nos próximos dias.

“Todo o cenário, nesse momento da pandemia, nos mostra como desfavorável a realização do Carnaval. O fato é que, embora a nossa vacinação esteja com índices acima da média nacional e estadual, o índice de contaminação cresceu muito e não iremos colocar a nossa população em risco”, diz a secretária de cultura da cidade de Goiás, Raissa Coutinho.
Raíssa completa que nos próximos dias, a secretaria irá se reunir com o prefeito Aderson Gouvea, entidades ligadas ao carnaval, como as tradicionais Escolas de Samba e Blocos Carnavalescos, além das autoridades sanitárias para decidir o futuro da festa.

Já de acordo com a assessoria de imprensa de Caldas Novas, na próxima segunda-feira (17) haverá um pronunciamento sobre a questão do carnaval na cidade e também sobre a situação de comércios e shows. De acordo com a assessoria, a Prefeitura está avaliando tudo com as autoridades sanitárias e entidades classistas.

Procurada pelo DM, a assessoria de imprensa de Pirenópolis também explica que decisão sobre o cancelamento sairá nos próximos dias. A reunião que iria definir o futuro da festa iria acontecer no começo da semana, mas foi adiada, devido às cheias do Rio das Almas.

E, em Goiânia, a situação está indefinida, segundo o secretário de cultura, Zander Fábio, a prefeitura ainda está estudando se haverá carnaval de rua ou não.

Comentários