Cotidiano

Cartilha de segurança rural é lançada

diario da manha
Autoridades apresentam manual para trabalhadores do campo (divulgação)

Material dá dicas aos moradores do campo depois de aumento da criminalidade no setor

Oníria Guimarães Especial para Cidades

O Sindicato Rural de Rio Verde lançou na última quarta-feira (11) a Cartilha de Segurança Rural, uma ação conjunta entre o Sindicato Rural, Polícia Militar e Civil, contando ainda com o apoio da Prefeitura de Rio Verde. O material está sendo distribuído aos produtores filiados ao Sindicato na sede da entidade e serão entregues ao longo do ano em reuniões e eventos promovidos pelo sindicato.
O material foi confeccionado pensando na segurança dos trabalhadores do campo, por causa do aumento da criminalidade no setor, resultado do desenvolvimento do agronegócio em Rio Verde. O crime organizado deixou de estar centralizado na zona urbana e se expandiu para a zona rural.
A Cartilha é resultado da união entre polícia, entidade classista e prefeitura e tem a função de orientar o produtor através de dicas que podem contribuir para a diminuição de furtos e roubos no meio rural.
Durante a solenidade o presidente do Sindicato Rural de Rio Verde, Walter Baylão Júnior, agradeceu a união dos segmentos para buscarem soluções para os problemas que atingem o setor. “Os crimes no campo aumentaram e com eles a insegurança dos produtores, a elaboração da Cartilha é uma oportunidade de mostrar que estamos trabalhando para inibir a ação dos criminosos”, destacou Walter Baylão Júnior.
Para o delegado regional Danilo Fabiano, a Cartilha com as orientações básicas de segurança é uma ação simbólica do que será realizado no campo. “De fato estamos passando por grandes problemas no meio rural, mas estamos unindo forças para diminuir as ações criminosas no município”, argumentou o delegado.
O coronel Clarimundo José dos Santos que assumiu o comando esta semana, falou de sua proposta em promover um elo com o poder público e a população para combater a criminalidade no município. “Estou realizando várias visitas desde que cheguei a Rio Verde, para me aproximar da realidade local, a fim de montar uma estratégia para intensificar o patrulhamento urbano e rural”, disse o comandante.
O presidente da CDL, Mário Furacão, parabenizou o Sindicato Rural pela iniciativa e lembrou que a segurança pública é pauta de protesto previsto para acontecer em Rio Verde no próximo dia 18. “A falta de segurança por parte da população, principalmente dos empresários e comerciantes locais é muito grande. E esse é um problema que deve ser solucionado não apenas pela Polícia Militar, mas por todos nós que fazemos parte da sociedade, pois só se reduz a violência e a criminalidade através da educação, do esporte, da cultura e da própria família, onde tudo se origina.”

Comentários

Mais de Cotidiano

3 de julho de 2019 as 15:11

Morre Wágner Nasser