Cotidiano

Família acredita que grávida perdeu o bebê por demora no atendimento

diario da manha

A família de Tatiane Braz de Pina Xavier, que estava no 8º mês de gestação, denuncia que o bebê da jovem morreu por demora no atendimento na Santa Casa de Anápolis.

A direção do hospital afirma que o feto já estava sem vida quando a paciente chegou à unidade de saúde, na manhã de domingo (15). Porém de acordo com a família uma primeira ultrassom mostrava que o bebê estava bem. Após duas horas foi feito outro exame e “não dava para escutar o coração do neném”, afirma a irmã da gestante, Carla Braz.

Segundo a família, a gravidez de Tatiane era de risco. Inclusive, ela já havia perdido outro bebê anteriormente. A paciente segue internada no hospital.

O médico informou que ainda não sabe a causa da morte do feto. “Não sabemos a causa. Pedimos exames e eles não chegaram ainda”, informou João Batista.

Os familiares estão revoltados com a perda. Eles acreditam que, se o parto tivesse sido feito logo que Tatiane chegou à unidade de saúde, o bebê poderia estar vivo. “Ela está abalada, todo mundo abalado porque  a gente estava esperando uma criança saudável”, lamenta.

Comentários

Mais de Cotidiano