Cotidiano

Força Nacional reforça investigação no Piauí

diario da manha
Força Nacional atende pedido do governador

Agrupamento atua em busca de autores de crimes violentos e contra patrimônio

Agência Brasil

O Ministério da Justiça autorizou a atuação da Força Nacional de Segurança no Piauí pelo prazo de 90 dias.
O pedido para o trabalho dos agentes no Estado partiu do governador Wellington Dias. A portaria com a autorização está publicada na edição de ontem do Diário Oficial da União.
A Força Nacional de Segurança vai atuar no Piauí no combate a crimes violentos letais e contra o patrimônio, de acordo com a portaria.
O secretário de Segurança Pública do Piauí, Fábio Abreu, disse que deve variar de 90 a 120 o número de militares que vão reforçar o efetivo no estado.
Os militares vão trabalhar para combater crimes como homicídio, assalto a bancos, aos caixas eletrônicos e o tráfico de drogas. Inicialmente, as atividades da Força Nacional de Segurança no Piauí ficarão concentradas na capital, Teresina, mas podem ser estendidas para outras cidades.
“Nos últimos três meses de 2014, Teresina teve acréscimo na quantidade de homicídios desproporcional a nossa realidade. Ao assumir o mandato, no início do ano, o governador decretou situação de emergência na educação, saúde e segurança, e decidimos pedir o envio da Força Nacional de Segurança”, disse Fábio Abreu.
O Ministério da Justiça também prorrogou por 90 dias a atuação de Força Nacional de Segurança no Rio Grande do Norte, onde auxiliará o Corpo de Bombeiros na segurança e em atividades de prevenção e salvamento na orla marítima do Estado.

Comentários

Mais de Cotidiano