Cotidiano

Goiano detido por terrorismo ficará um ano preso na Espanha

diario da manha

Beto Silva

O goiano  Kaíke Luan  Ribeiro, 18, suspeito de integrar o Estado Islâmico (El), será condenado a pelo menos um ano de prisão na Espanha. A prisão  de ao menos 12 meses é preventiva. Ele poderá ser condenado a uma pena ainda maior

Quem informa é Javier Zaragoza, promotor de Justiça responsável pelo caso.

Em entrevista à Folha de S. Paulo, ele explica que a pena é ainda uma previsão.

O jovem foi extraditado da Bulgária para a Espanha, onde morava com a mãe. Ele viajava de carro até a Síria, diz a Interpol, que teria realizado sua prisão.

Kaíke é natural de Formosa, município da região do Entorno do Distrito Federal. Ele começou a frequentar um centro islâmico ainda na Espanha e de lá teria tentado chegar ao grupo terrorista.

 

Monitorado

Desde junho de 2014, ele era monitorado pela polícia espanhola. Basicamente, o jovem realizou contatos com o El por meio de e-mail e redes sociais.

O jovem está detido no Complexo Penitenciário de Castela y Leon. Ele, contudo, nega que tenha interesses com o grupo terrorista. Ao contrário, alega que foi preso quando fazia turismo.

Comentários

Mais de Cotidiano