Cotidiano

Lideranças de bairro celebram aniversário do DM

diario da manha

Ulisses Sousa, líder comunitário da Região Sudoeste de Goiânia: viciado pela leitura do DM

Beto Silva

Nas últimas semanas tem sido grande o número de manifestações de apreço ao Diário da Manhã por parte de líderes comunitários. A atenção se dá principalmente por conta da abertura que o periódico sempre deu aos problemas dos bairros. Vale lembrar que foi mantida por anos a editoria Força-Livre, espaço aberto para expor problemas dos bairros de Goiânia e Região Metropolitana. As páginas da Força-Livre apontavam questões importantes, como falta de iluminação pública, pavimentação asfáltica, falta de segurança pública, água tratada e saneamento básico, entre outros.

Uma das manifestações foi feita pelo líder comunitário da Região Sudoeste de Goiânia, Ulisses Sousa. Ele confeccionou uma faixa ressaltando a liberdade de expressão como valor do DM. Ulisses conta que seu relacionamento com o jornal existe desde que “me entendo como gente”. Leitor assíduo, acompanha todas edições e faz visitas periódicas à Redação, principalmente para conversas com o colunista Ulisses Aesse. “Acompanhando a tendência mundial de dar informação que valoriza o aspecto regional, é o único jornal que dá espaço aos líderes comunitários. Hoje nós somos 700 líderes comunitários em Goiânia, entre ex-presidentes de bairro, presidentes de bairro, ex-conselheiros. É o único jornal que dá moral para nós, nas nossas demandas, nossas reivindicações. É um jornal inteligente”, considera o líder, que estava acompanhado de outra colega, Ednamara Oliveira, que atua na Região Leste da Capital.

Comentários

Mais de Cotidiano