Cotidiano

Polícia realiza ação para coibir escalada da violência

Após manifestação contra violência, Polícia Civil realiza ações em busca  de suspeitos. Cidade enfrenta crise no setor de segurança pública

diario da manha

Oníria Guimarães,Especial para Cidades 

Depois do manifesto realizado dia 18, por várias entidades de Rio Verde, uma ação efetiva da Polícia Civil resultou na prisão de vários assaltantes que estava aterrorizando o comércio local.

Na manhã de terça-feira (24), o grupo de Repressão a Crimes Patrimoniais (Gepatri) apresentou, na sede da 8ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Rio Verde, cinco suspeitos de praticarem roubos na região.

Segundo o delegado Danilo Pronto, alguns dos presos usavam de violência enquanto praticavam os roubos, agiram assim durante um assalto em um supermercado da cidade, onde subtraíram grande quantidade em dinheiro e ameaçaram funcionários dos caixas que até hoje estão assustados.

Outro assalto aconteceu em uma empresa de caça e pesca localizada na Avenida João Belo em Rio Verde, quando a loja foi invadida por assaltantes que roubaram quatro pistolas de grande poder ofensivo, armas usadas em crimes de grande proporção.

Os suspeitos dos crimes foram apresentados pelo delegado regional Danilo Fabiano aos representantes de entidades e do comércio local, contando ainda com a presença de delegados, agentes, escrivães, da imprensa, do coronel Clarimundo José dos Santos, comandante regional da PM, e do Wilmar Rubens Rodrigues, comandante do 2º Batalhão da PM.

Além dos cinco presos apresentados na terça-feira (24), a Polícia Civil cumpriu outros quatro mandados de prisão e deverá cumprir outros nove nos próximos dias. “Alguns suspeitos não estão aqui hoje porque estão presos em outras cidades”, disse o delegado Danilo Proto.

Na oportunidade, o delegado regional Danilo Fabiano de Carvalho apresentou o delegado Wellington Ferreira, novo integrante da equipe do Gepatri. Este reforçará o Gepatri de Rio Verde e continuará respondendo pela delegacia da cidade de Maurilândia onde trabalha.

O coronel Clarimundo falou do trabalho ostensivo que a PM tem feito no município com prisões de foragidos da Justiça e com várias apreensões de armas de fogo feitas nos últimos dias. “Rio Verde receberá, em breve, 80 policiais militares do Programa Simve e isso nos ajudará muito”, afirmou o comandante.

O tenente-coronel Wilmar Rubens destacou a importância do banco de horas, o que tem contribuído para que a PM consiga colocar mais viaturas nas ruas da cidade.

Entre os suspeitos cujos mandados de prisão já foram cumpridos estão: Welrylei Vieira de Castro, 26 anos, Michael Muller de Andrade, 22, João Gabriel, 22, Dacilvo A. Carvalho Filho, 21, Leandro Cruz Santos, 31, Jardel Ferreira Castro, 34, Francis Rener S. Barbosa, 22, Luciano Mendes Prerira, 21, e Wesley Araújo Siqueira de 25 anos.

Os nomes dos outros noves, que ainda não tiveram cumprimento de mandados de prisão, não foram divulgados. Ainda, segundo o delegado titular do Gepatri, Danilo Proto, nos próximos dias os agentes deverão prendê-los.

Ainda segundo a Polícia Civil a maioria dos presos possuem outras passagens pela policia, principalmente pelo crime de roubo. Nas redes sociais e em celulares de alguns deles, os agentes encontraram fotos de alguns ostentando armas, drogas e dinheiro roubado.

Comentários

Mais de Cotidiano