Governo de Goiás quer liderar eventos para atrair investidores norte americanos

diario da manha

A missão goiana aos Estados Unidos gerou interesse de investidores e empresários locais e isso incentivou o governador Marconi Perillo a agendar a realização de três eventos de negócios, em Nova York. Serão seminários de apresentação sobre as oportunidades de parcerias e de novos negócios em Goiás, seguido de rodadas de negociação previamente agendadas com vistas ao incremento de relações comerciais, incentivo ao comércio exterior e captação de investimentos em projetos de infraestrutura, agroindústria e do setor farmacêutico.

Em junho próximo prevê-se um seminário sobre a indústria farmacêutica, com a participação dos líderes do polo farmoquímico de Anápolis e investidores de laboratórios, distribuidoras e produtoras de matéria prima da América do Norte. As empresas goianas de medicamentos terão oportunidade de propor negócios com empresários interessados em investir no Estado, que lidera os índices crescimento na produção, comércio e exportação no Brasil. Goiás também pretende apresentar oportunidade de acesso ao mercado público de medicamentos, através da Iquego, que está se abrindo para parcerias, com indústrias estrangeiras, em troca de transferência de tecnologia e investimentos em pesquisa.

Para novembro, o Governo programa levar aos Estados Unidos um grande portfólio de projetos de infraestrutura, já contando com o retorno dos investimentos federais, privatizações e concessões nos setores rodoviário, energético e da área pública para a mobilidade. A intenção é promover encontros liderados por bancos brasileiros e estrangeiros que municiarão os “olheiros” para os investimentos do capital norte americano.

Para maio de 2016 os goianos devem voltar aos Estados Unidos com todas as oportunidades de parcerias já formatadas, observando a possibilidade de novos investimentos, e ainda exportação e comercialização geradas pelo setor do agronegócio, incluindo a indústria do etanol, que tem despertado interesse do mercado norte americano. Goiás tem potencial e condições de demarcar muito do interesse comercial diante da demanda mundial por segurança alimentar e energia renovável.

Além da agenda já confirmada, Marconi Perillo deixa Nova York, hoje, fazendo planos de realizar nos Estados Unidos, a convite do Fórum das Américas, um período de exposição e convívio da arte, da gastronomia e das atratividades turísticas de Goiás. Em visita ao Fórum, ele se animou com a perspectiva de aproveitar a retomada da economia norte americana para chamar a atenção para “o que Goiás tem de melhor”.

No último dia nos Estados Unidos, Marconi Perillo foi convidado para evento de debates entre empresários brasileiros e norte americanos realizado pelo LIDE, ao lado do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Os três manifestaram a opinião de que o período complicado por que passa o Brasil, com crise financeira, política e até de credibilidade, será superado com a altivez do setor produtivo.

O governador foi aos Estados Unidos atendendo também ao convite para participar de quatro importantes encontros com estudantes e empresários que demonstraram interesse no Brasil, e que serviram ainda de oportunidade para aplacar a curiosidade sobre os números que ele levou de Goiás. Eles puderam se inteirar de uma nova visão do Estado, apresentada pelo governador, para aprimorar o conhecimento e as análises sobre possíveis futuros investimentos em Goiás.

Marconi falou em um fórum Internacional sobre o Etanol, revelando a capacidade de crescimento do setor em Goiás que já triplicou de tamanho nos últimos dez anos. Com o destravamento dos preços e alguns incentivos estaduais e nacionais “o etanol voltou a ser competitivo para atrair também o capital estrangeiro e pode contar com a larga experiência dos produtores goianos, com capacidade de expansão para o mercado mundial,” disse.

Ao deixar os Estados Unidos, Marconi disse ainda estar satisfeito com o resultado da missão. “Tivemos também a oportunidade de discutir o futuro do país com importantes empresários e políticos brasileiros e mostrar um pouco da nossa realidade aos estadunidenses interessados em Goiás e no Brasil. É com esta clareza que poderemos medir a intensidade e a extensão das iniciativas de austeridade que estamos implantando na gestão pública”. Ele também manifestou euforia com a relação “extremamente positiva” que construiu com a Câmara de Comercio Brasil/Estados Unidos, com quem o estado de Goiás prevê parceria para futuros projetos de atração de investimentos.

“Mais do que mostrar Goiás por algum momento, a construção de uma boa relação com tanta gente influente no mundo financeiro, comercial e político é que nos dá elementos para uma estratégia consistente de atração de investimentos. Goiás tem crescido acima da média nacional, justamente porque conseguiu gerar credibilidade e atrair investimentos, capital e novos projetos, que carrearam empregos e mais riqueza para a população goiana”, observou Marconi.

tags:

Comentários