Cotidiano

Inventor usa bicicleta para afiar facas e tesouras

José Rogério adapta engenhoca que atrai pela inventividade: ele quer patentear invenção e produzir em escala industrial

diario da manha

 

Oníria Guimarães,Especial para Cidades

Dizem que o povo brasileiro é muito criativo e talentoso, nas ruas de Rio Verde este fato vem se confirmando. O pintor José Rogério adaptou sua bicicleta e com ela consegue afiar facas e tesouras somente com a força de suas pedaladas.

O mecanismo é simples: ele adaptou sua engenhoca perto do guidom da bicicleta e vai afiando os instrumentos contando apenas com o impulso de suas pedaladas.

Muitos curiosos param para ver o pintor e afiador trabalhar, pois é uma novidade nas ruas de Rio Verde, embora ele tenha nascido em Recife. Criativo, inquieto e idealista, o pintor pretende patentear sua invenção e procura uma parceria com uma empresa para colocar o seu produto em escala industrial. Ele contou que tem outra invenção bem original, ou seja, uma bicicleta que faz movimentar um liquidificador para bater sucos e vitaminas movidos apenas com os músculos de suas pernas.

José Rogério trabalha todos os dias como pintor residencial e predial e, nas horas vagas, exerce o ofício de afiador de facas, tesouras e similares. No ofício de afiador com sua bicicleta polivalente, consegue ganhar mais de R$ 200 por dia, juntando fregueses e curiosos de sua arte produtiva.

A sua intenção é também promover curso de como montar uma bicicleta atípica como a dele, que une a preservação, sustentabilidade e muita saúde, já que é um exercício constante. Casado e com 4 filhos que ficaram no Nordeste, o pintor há 10 anos tem sua bicicleta diferenciada que usa para seu trabalho e locomoção pelas ruas de Rio Verde. Para quem desejar aprender mais com o inventor José Rogério ou mesmo fazer uma parceria com ele para uma produção industrial da bicicleta os seus contatos são pelos celulares (64) 8152-1433, 8435-6629 e 9265-5265. Pedalar é a sua vida, e de forma criativa afia os instrumentos de forma rápida, econômica e singular, reunindo curiosos de todas as classes sociais, encantados com suas habilidades que já foram divulgadas na internet com grande aceitação.

Comentários

Mais de Cotidiano

3 de julho de 2019 as 15:11

Morre Wágner Nasser