Jihadista atrapalhado revela localização de QG do Estado Islâmico nas redes sociais

diario da manha

EUA bombardeiam área após notar que combatente do grupo postava imagens com geolocalização

LONDRES – A Força Aérea americana destruiu em um bombardeio um quartel do Estado Islâmico, após uma pequena ajuda interna. Não foi voluntária, mas tão efetiva quanto: fotos tiradas por um jihadista com a geolocalização ativada de um aplicativo de seu celular permitiram que o local fosse vasculhado, achado e bombardeado. A região não foi revelada.

— Os oficiais da Força Aérea fazem operações de vasculhar redes sociais, e em certo momento viram algum idiota marcar o local. Fazem um trabalho, e cerca de 22 horas depois, três ataques conjuntos destróem o prédio inteiro — revelou o general Herbert Carlisle à Air Force Association.

Outros jihadistas não muito inteligentes já comprometeram o grupo após “darem com a língua nos dentes”. Com fotos postadas em redes sociais como o Instagram, um combatente britânico revelou detalhes da vida deles em cidades como Raqqa. o grupo já teria avisado internamente aos vboluntários para que tomem cuidado com o uso dos celulares.

 Atualmente, o EI divulga vagas para combatentes através de redes sociais prometendo riqueza material, tempo livre após combates e o “tão aguardado” martírio, através de ataques suicidas.

 

Comentários