Polícia italiana retira imigrantes à força na fronteira com a França

Chanceleres da UE discutem crise no Mediterrâneo sob pressão da Itália

ROMA — A polícia na fronteira da Itália com a França retirou à força cerca de cem imigrantes na cidade de Ventimiglia que foram impedidos de entrar em território francês, aumentando as tensões entre os dois países sobre a livre circulação de imigrantes para o Norte da Europa. A cena caótica em Ventimiglia — onde dezenas de deslocados dormem sobre rochas — acontece em meio à reunião entre chanceleres da União Europeia para discutir a crise migratória. Durante o encontro, o Reino Unido deve anunciar sua retirada da missão de resgate no Mediterrâneo.

A situação em Ventimiglia foi chamada pelo ministro do interior italiano, Angelino Alfano, de um “soco na cara de todos os países europeus que querem fechar os olhos” para a questão migratória.

Comentários