Cotidiano

Gilberto Gil e Caetano Veloso lamentam aprovação da maioridade penal em primeiro turno

Os artistas também contestaram a votação que ocorreu logo após a PEC ser reprovada

diario da manha

Os cantores Gilberto Gil e Caetano Veloso publicaram um vídeo para protestar contra a aprovação da PEC 171, que reduz a maioridade penal de 18 para 16 anos, em primeiro turno na Câmara dos Deputados. Eles ainda questionaram o fato da proposta ter voltado a ser pauta de votação logo após a reprovação dela.

Caetano Veloso aparece no vídeo, afirmando ser contra a redução. “Hoje, quando acordei, eu vi que, embora não tivesse passado, em uma manobra durante a madrugada, na Câmara, passou a redução da maioridade penal. Eu sou contra”, afirmou.

Em seguida, Gilberto Gil declarou que também não aprova a PEC e criticou a manobra política feita para que a proposta fosse discutida em menos de 24 horas após ter sido reprovada na Câmara.  “Também sou contra. Não vejo vantagem nenhuma, ao contrário, tem uma série de implicações novas que vão surgir. Então, essa coisa da redução da maioridade penal não é um bom projeto e, além do mais, houve uma manobra política esquisita para aprovar. Então, somos contra”, afirmou.

A presidente Dilma Rousseff, que declarou várias vezes também ser contra a redução, compartilhou em seu perfil oficial no Facebook o vídeo publicado pelos músicos. Na legenda da publicação, foi ressaltado que ela não concorda com a aprovação da PEC. “Caetano Veloso e Gilberto Gil, assim como o governo da presidenta Dilma, são contra a PEC da redução da maioridade penal. Os artistas demonstram a preocupação com a medida, que foi aprovada ontem no plenário da Câmara dos Deputados após uma manobra política”, escreveu.

Assista ao vídeo: 

Comentários

Mais de Cotidiano