Cotidiano

Austrália considerar castrar quimicamente pedófilos

diario da manha

Uma força-tarefa foi criada para analisar a proposta de castração química em pedófilos de alto risco no estado de Nova Gales do Sul, na Austrália.

Segundo o ministro da justiça do estado, Troy Grant, os números apontam que 17% dos pedófilos são propensos a cometer novas infrações no período de dois anos. Atualmente a lei de castração química já está em vigor em nove estados norte-americanos e em alguns países, como a República Tcheca.

O tratamento utiliza drogas para diminuir o desejo sexual, impedindo a produção de testosterona, mas alguns estudiosos acham que prescrever medicamentos para o tratamento seria antiético.

 De acordo com estudos, os agressores sexuais poderiam continuar atacando sob influência de álcool ou outras drogas.

Comentários

Mais de Cotidiano