Cotidiano

Duas mortes, três pessoas em estado grave e outros 30 feridos após acidente grave na BR-153

PRF informa que transporte era feito de forma clandestina, já que várias irregularidades foram identificadas no veículo

diario da manha
Foto: Divulgação/PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) identificou 14 pessoas que saíram ilesas do grave acidente que aconteceu na manhã desta terça-feira (15), na BR-153, entre Goiatuba e Morrinhos. Os nomes delas não estão na lista de passageiros, o que evidencia irregularidades no transporte. O primeiro erro é transportar um número de pessoas maior que a capacidade do veículo. O segundo é não ter registrado o nome de todos os passageiros.

Segundo informações colhidas pela PRF junto aos passageiros, o ônibus saiu do interior de São Paulo e seguia parando em vários municípios paulistas e mineiros embarcando os passageiros para deixá-los em diferentes cidades do interior do Maranhão.

Outra irregularidade detectada no ônibus está no disco do tacógrafo, equipamento que funciona como uma “caixa-preta” do veículo, registrando os horários de parada e velocidade empregada pelo veículo durante seu trajeto. O equipamento já havia sido utilizado em outras viagens e estava vencido, não sendo possível a coleta das informações necessárias para um levantamento mais preciso.

Tais irregularidades caracterizam o transporte clandestino, onde os passageiros ficam desamparados pela Lei, impedidos de comprovarem que estavam viajando no veículo, por exemplo, quando seus nomes não constam na lista obrigatória. De acordo com a PRF serão aplicadas as autuações cabíveis.

Os óbitos confirmados são de um homem – de idade não revelada – e uma mulher de 34 anos. Os policiais rodoviários federais estão no local com a perícia e o IML para averiguar as causas do tombamento. As pessoas feridas foram socorridas por oito veículos de resgate, contando com apoio do SAMU, Bombeiros e da Concessionária e levadas para o hospital de Morrinhos.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, somente em 2015, foram registrados 115 acidentes envolvendo ônibus e micro-ônibus nas rodovias federais goianas, deixando 142 feridos e 3 mortos. Neste ano, a PRF aplicou cerca de 500 autuações a veículos que transportavam passageiros de maneira irregular.

Dentre os feridos, uma criança de seis anos, uma mulher de idade não revelada e uma jovem de 17 anos foram transferidas para o hospital de urgências de Goiânia, em estado grave. A jovem foi transportada pelo helicóptero do Corpo de Bombeiros, enquanto a criança e a mulher foram removidas de ambulância.

No hospital de Morrinhos, 12 pessoas continuam internadas e as outras 15 já foram assistidas e liberadas. As vítimas estão sendo acolhidas por uma casa de apoio do município, que presta assistência psicológica e material.

Investigação

Por meio da Delegacia de Polícia de Morrinhos, a Polícia Civil informou que está desde a manhã de hoje investigando as causas do acidente de ônibus com vítimas que ocorreu no trecho da BR-153, no início da manhã de hoje.

O Delegado Fabiano Jacomellis já tomou as providências iniciais, como requisitar perícia no local e exames cadavéricos referentes as vítimas fatais.

O delegado e a equipe já estão colhendo depoimentos de vítimas sobreviventes. O motorista está internado, e talvez ainda hoje seja ouvido, se sua condição de saúde permitir.

Será apurado se o caso se trata de um homicídio culposo.

Foto: Divulgação/PRF
Foto: Divulgação/PRF

 

Foto: Divulgação/PRF
Foto: Divulgação/PRF

 

Foto: Divulgação/PRF
Foto: Divulgação/PRF

 

 

Comentários