Cotidiano

Briga de torcidas do Goiás e Vila Nova deixam 2 feridos em Aparecida de Goiânia

diario da manha

Uma briga entre torcidas do Goiás e Vila Nova causou tumulto no Terminal Veiga Jardim, em Aparecida de Goiânia, região Metropolitana da capital, na tarde deste domingo, 27.

Durante a confusão, que aconteceu por volta das 14h, depois do jogo do Goiás, uma mulher de 35 anos e uma policial militar de 32, ficaram feridas, foram atendidas e encaminhados para unidades de saúde.

O time jogou pela manhã antes do clássico entre o Vila Nova e Atlético-GO que disputam liderança no Campeonato Goiano.

Testemunhas afirmam que cerca de 100 torcedores do Goiás se aglomeraram no Terminal aguardando a chegada de torcedores do Vila Nova e assim que o ônibus que transportava os colorados adentrou ao local, foi atacado pelos esmeraldinos com pedras e paus.

Em resposta, cerca de 60 torcedores do Vila Nova revidaram aos ataques arremessando os objetos de volta. A briga durou pouco mais de 10 minutos até que o reforço policial chegasse ao local.

A mulher de 35 anos, que não quis ser identificada, foi atingida na cabeça e encaminhada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Hospital de Urgências de Aparecida de Goiânia (Huapa) e não há informações sobre seu estado de saúde até o momento.

Já a policial militar, Ana Paula Costa e Silva de 32 anos, que também foi atingida na hora da confusão, foi encaminhada para o Centro de Atenção Integral à Saúde (Cais) Nova Era, foi atendida e logo em seguida liberada para que voltasse ao trabalho.

A Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC), responsável por fiscalizar o transporte na Grande Goiânia, em nota lamentou o ocorrido e divulgou que o caso passará por apuração pela Polícia Civil. A companhia destacou que os terminais contam com equipes de segurança de empresas terceirizadas, atendimento da Polícia Militar e Guarda Municipal de Goiânia.

Comentários

Mais de Cotidiano