Cotidiano

Boxeador marroquino é preso suspeito de estuprar camareiras na Vila dos Atletas

diario da manha

O atleta marroquino, o boxeador Hassan Saada de 22 anos, foi preso na manhã desta sexta-feira, 5, suspeito de estuprar duas camareiras brasileiras que estavam a trabalho na Vila Olímpica, no Rio de Janeiro. Os abusos teriam acontecido na última quarta-feira, 3.

A prisão temporária de 15 dias foi decretada pelo Juizado do Torcedor e dos Grandes Eventos, com base em provas reunidas por investigadores da 42ª DP – Recreio dos Bandeirantes, a pedido do delegado Eduardo Ozório.

Segundo informações da polícia, o atleta teria chamado as duas camareiras como se quisesse pedir informação. Quando elas entraram no quarto, ele as atacou e começou a apertar as coxas de uma delas e os seios da outra.

A defesa de Hassan, afirmou que o boxeador negou as acusações e alegou não ter cometido nenhum abuso à funcionárias da Vila dos Atletas. O advogado Paulo Freitas Ribeiro ainda informou que está tentando uma decisão judicial para liberar seu cliente.

O marroquino está inscrito para competir na categoria meio-pesado, até 81 quilos. Ele lutaria neste sábado, 6, às 12h30, no Pavilhão 6 do RioCentro, com o turco Mehmet Nadir Unal, mas poderá estar de fora dos Jogos Olímpicos, pois deve ficar preso por 15 dias.

O Comitê Organizador Rio 2016 divulgou que está ciente sobre o caso e está de prontidão para colaborar com a investigação policial.

boxeador
Atleta pode ficar fora dos Jogos Olímpicos

Comentários

Mais de Cotidiano