Cotidiano

Advogado é preso por tráfico de influência no STJ e STF em Brasília

diario da manha

Um advogado de Brasília — cujo nome ainda não foi divulgado — foi preso nesta sexta-feira (10/11), suspeito de solicitar valores para influenciar o curso de processos pendentes de julgamento no Supremo Tribunal de Justiça (STJ) e Supremo Tribunal Federal (STF). A operação foi batizada de Mercador de Fumaça, pela Polícia Federal.

Segundo as investigações, o advogado teria cobrado a quantia de R$ 2 milhões de um prefeito que havia sido afastado do cargo. “Parte dos valores seria utilizado para o pagamento de assessores de ministros de tribunais superiores, para viabilizar uma decisão favorável que proporcionaria um rápido retorno do prefeito ao cargo”, informou a Polícia Federal (PF), ao G1.

Ainda estão sendo cumpridos um mandado de prisão preventiva e dois de busca e apreensão. Todos referentes ao advogado. De acordo com a PF, a prisão preventiva dele foi solicitada à 10ª Vara Federal de Brasília porque ele já é réu por prática de crimes semelhantes, acusado de “vender” ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O advogado será indiciado pelo crime de exploração de prestígio. Ele prevê pena de reclusão de um a cinco anos, podendo ser aumentada em um terço. (Foto: Foto Reprodução)

Comentários