Cotidiano

Trump reforça veto a estrangeiros após ataque em Nova Iorque

diario da manha
Foto:Reprodução/El País

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump afirmou na madrugada desta quarta-feira, 1º, que ordenou o reforço do programa de controle de estrangeiros que tentam entrar no país, após o ataque que matou pelo menos oito pessoas e feriu 12, na ilha de Manhathan, em Nova Iorque, na tarde de ontem, 31.

Na ocasião, o motorista de uma caminhonete invadiu uma ciclovia e atropelou os civis. Segundo a polícia local, o homem, de 29 anos, acelerou por 20 quarteirões atropelando as pessoas que circulavam pelo local.

 

Foto:Reprodução/Reuters

Testemunhas relataram que o autor do ataque desceu do veículo após atropelar as vítimas e gritou “Alá é grande” e em seguida começou a disparar armas de fogo.

No entanto, a corporação esclareceu mais tarde que as armas que o suspeito levava consigo era uma pistola de paintball e uma arma de ar comprimido. Ele foi detido após ter sido alvejado no abdômen.

Na manhã de hoje, Trump seguiu fazendo críticas e desta vez, o alvo foi o senador do Partido Democrata Chuck Shumer, o qual o presidente americano sugeriu ser responsável por conceder o visto a Sayfullo Saipov, do Uzbequistão, responsável pelo atentado de terça-feira.

“O terrorista entrou em nosso país através do chamado “Programa de Loteria de Vistos de Diversidade”, uma ‘beleza’ criada por Chuck Schumer. Eu quero um visto baseado em mérito”, escreveu Trump no Twitter. Depois ainda seguiu: “O senador Chuck Schumer ajudou a importar problemas da Europa. Vamos parar com essa loucura!”.

Ainda na rede social, o presidente fez uma postagem em que afirma que os últimos acontecimentos tratam de mais um “ataque por uma pessoa doente e perturbada” e finalizou em maiúsculas com “NOS ESTADOS UNIDOS NÃO!”

Foto:Reprodução/Twitter

Comentários