Cotidiano

Comerciante suspeito de ajudar jovem que matou aluna é solto em Alexânia

diario da manha

Suspeito de ajudar o jovem que matou a adolescente Raphaella Noviski, de 16 anos, dentro de uma escola em Alexânia, o comerciante Davi José de Souza, de 49 anos, foi solto nesta quarta-feira (06/12). Segundo o Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO), a Justiça aceitou o pedido da defesa, que apresentou novos álibis contestando a versão de que Davi tenha dado fuga ao autor confesso do crime, Misael Pereira Olair, de 19 anos.

Segundo decisão do juiz substituto da comarca de Alexânia, Leonardo Lopes dos Santos Bordini, as as provas levadas pela defesa mostram que o comerciante, dirigiu o veículo que carros da Polícia Militar, o que, aparentemente demonstra que ele não dava fuga ao jovem.

“Se fosse a intenção do requerente empreender fuga, teria retornado, ou ainda adentrado na Rua 15 de Novembro, mas no sentido contrário aos dos Policiais Militares, vale dizer, das quatro alternativas disponíveis, escolheu exatamente aquela que o colocou frente a frente com as forças de segurança, a demonstrar, em cognição sumária, que não visava a empreender fuga”, afirma o juiz em sua decisão.

Relembre o caso

O assassinato ocorreu no último dia 6 de novembro, na turma do 9º ano do ensino fundamental do Colégio Estadual 13 de Maio. Misael, ex-aluno da instituição pulou o muro da escola e, usando uma máscara, invadiu a sala de aula, disparou várias vezes contra a garota e fugiu logo em seguida. Misael e Davi foram presos pela Polícia Militar minutos depois do crime.

Foto/Reprodução

tags:

Comentários

Mais de Cotidiano

3 de julho de 2019 as 15:11

Morre Wágner Nasser