Cotidiano

PM de Goiás é condenado por homicídio de segurança em festa

diario da manha

O policial militar de Goiás Yuri Rafael Rodrigues da Silva Miranda foi condenado a 17 anos de reclusão por ter assassinado a tiros Kássio Enrique Ribeiro de Souza que trabalhava de segurança em uma casa de festas no Setor Leste do Gama.

Segundo o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), o policial agiu com motivação fútil uma vez que ele foi repreendido pela vítima, no estacionamento do local, porque havia parado o carro de maneira irregular. Além disso, de acordo com o portal Metropoles, o réu cometeu o crime usando recurso que dificultou a defesa da vítima. O PM atraiu o segurança para próximo ao veículo em que se encontrava, quando efetuou os disparos.

O crime aconteceu em 23 de outubro de 2016 quando Yuri tentou entrar na festa, mas teve o ingresso negado devido o evento estar encerrando. O PM então começou a xingar a vítima e depois disparou contra o segurança. Pessoas no local impediram a fuga do acusado, que teve a prisão decretada e inclusive perdeu o cargo público de policial militar.

(Foto: reprodução Internet)

 

 

 

Comentários

Mais de Cotidiano