Cotidiano

Compositor morre de febre amarela em Minas Gerais

diario da manha
(Foto: Frank Bitencourt/Divulgação)

O compositor Flávio Henrique, de 49 anos, morreu vítima de febre amarela em Belo Horizonte, Minas Gerais. A morte foi confirmada às 7h30 da manhã desta quinta-feira (18/01). Ele estava internado no Hospital Mater Dei, na capital mineira, desde a quinta-feira da semana passada.

Ele estava com febre quando deu entrada no hospital. De acordo com o G1, o compositor era presidente de uma empresa de comunicação do estado.

O compositor tinha mais de 180 músicas gravadas e também músico e produtor integrante do Quarteto Cobra Coral. Ele era parceiro de nomes como Paulo César Pinheiro e Milton Nascimento.

Ele lançou ao longo da carreira, oito CDs autorais e um DVD. A ultima obra foi o CD “Zelig”, em 2012.

Ainda de acordo com o portal, Flávio Henrique estava internado desde o início da semana no Centro de Terapia Intensiva (CTI) em estado grave.

Não há informações sobre onde o músico contraiu a febre amarela, mas ele teria estado em outra cidade da Região Metropolitana, onde tem uma residência.

 

 

(Foto: Frank Bitencourt/Divulgação)

Comentários