Cotidiano

Familiares de pacientes do HGG são alvos de tentativa do “golpe da UTI”

diario da manha
Foto:Divulgação

O “golpe da UTI” que já vem sendo registrado em várias cidades do país e atinge principalmente pessoas com parentes em estado grave de saúde internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) de hospitais particulares, chega a Goiânia e foi notificado entre pacientes do Hospital Estadual Alberto Rassi (HGG).

Segundo a unidade de saúde, o caso já foi registrado na 4ª Delegacia Distrital de Polícia da capital e até o momento, cerca de quatro pacientes já entraram em contato com o HGG para informar que golpistas têm entrado em contato com familiares alegando que é preciso pagar quantias o mais rápido possível para agilizar procedimentos médicos de alto custo no hospital.

Apesar das denúncias, os pacientes disseram que nenhum de seus familiares acreditou na conversa dos criminosos. Através de nota, o HGG informou que nenhum valor poder ser cobrado pelos procedimentos, uma vez que a unidade é integralmente vinculada ao Sistema Único de Saúde (SUS).

Além disso, ressaltou que o hospital divulga em seus canais de comunicação, como no Manual do Paciente e no jornal A Voz do HGG, e em reuniões que antecedem às visitas da UTI, alertas sobre estes possíveis contatos de golpistas.

Em um dos depoimentos prestados à polícia, a filha de uma paciente internada na UTI do hospital, afirmou que recebeu uma ligação de um homem que se identificou como diretor do hospital e disse que a mãe dela precisava realizar um exame com urgência e informou o número de uma conta bancária para a realização do depósito.

Comentários

Mais de Cotidiano