Cotidiano

Homem vivo é declarado morto por tribunal

diario da manha
Foto/Reprodução/Internet

Um homem, identificado como Constantin Reliu, de 63 anos, foi declarado morto após sua esposa ter registrado sua morte e obtido a certidão de óbito no tribunal local. O caso ocorreu na última sexta-feira (16/03), na cidade de Vaslui, em Romênia.

Constantin havia emigrado para a Turquia em busca de trabalho em 1992 e, desde então, não teve nenhum contato com sua família romena. Sem saber mais o que fazer, em 2016 a mulher dele obteve a certidão de óbito.

As autoridades turcas expulsaram o homem do país pelo prazo de permanência ter expirado e esse ano, ele voltou à Romênia e descobriu que foi declarado morto. Desde então, Constantin tem tentado provar que está vivo.

O homem se queixou dizendo que não pode fazer nada por ter sido oficialmente declarado morto.”Sou um fantasma vivo. Estou oficialmente morto embora esteja vivo, não tenho receitas e, por ser considerado morto, não posso fazer nada”, desabafou.

Segundo o porta-voz do tribunal, Constantin apresentou a apelação tarde, por isso perdeu o processo.

(Com informações da agência de notícias Associated Press)

Comentários