Cotidiano

Projeto quer permitir que servidor exerça advocacia

diario da manha
Márcio Gleyson Bittencourt, Wadih Damous e Tony Távora: anteprojeto em mãos(FOTO:DIVULGAÇÃO)

O servidor do Ministério Pú­blico poderá exercer a advo­cacia. É o que propõe proje­to de lei apresentado, ontem, pelo presidente do Sindicato dos Servidores do Ministério Público do Estado de Goiás [Sindsemp], Márcio Gleyson Bittencourt. O anteprojeto foi entregue na Câmara Federal, em Brasília. Nas mãos do de­putado federal Wadih Damous, ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, seção do Rio de Janeiro. Um dos ícones do Direito no País.

A ideia é alterar disposi­tivos da Lei número 8.906, de 4 de julho de 1994, que dispõe sobre o Estatuto da Advoca­cia e a Ordem dos Advogados do Brasil [OAB].

OPERADOR DO DIREITO

O sindicalista e operador do Direito Márcio Gleyson Bitten­court, que também é coordena­dor nacional da Fenamp [Fede­ração Nacional dos Servidores do MP], estava acompanhado do presidente da Associação Na­cional dos Servidores do Minis­tério Público, Tony Távora.

Os dois ativistas do Direito e do MP presentearam ainda Wadih Damous com o livro de autoria de Daniel Bittencourt, do Ministério Público do Rio Grande do Sul, que aborda os temas em pauta.

Em seus aspectos consti­tucionais.

 

Comentários

Mais de Cotidiano

3 de julho de 2019 as 15:11

Morre Wágner Nasser