Cotidiano

Paralisação dos caminhoneiros chega ao 9° dia

diario da manha

Pelo nono dia seguido, caminhoneiros continuam paralisados nas rodovias federais em Goiás em uma manifestação contra a alta no preço do diesel e pela aprovação do Projeto de Lei 528 que determina um valor mínimo de frete pelo serviço.

A greve que nesta terça-feira (29/05) completou nove dias tem agravado a situação de serviços como transporte coletivo e a distribuição de itens como gás, combustíveis, alimentos e remédios.

Pessoas que fazem uso do transporte coletivo em Goiânia, por exemplo, enfrentaram nesta terça-feira uma espera maior pelo transporte e veículos lotados. Segundo a Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo (CMTC), os ônibus estão seguindo a planilha de horários seguidas no sábado, o que representa uma frota até 40% menor.

Já nas rodovias federais que passam por Goiás, havia 27 pontos de bloqueio até nesta segunda-feira (28/05) de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Já a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) informou também que há 52 pontos de concentração nas GOs.

 

Comentários