Cotidiano

Após visita do Cremego, Ciams Urias Magalhães tem 30 dias para sanar irregularidades ou será interditado

diario da manha

Após uma visita na unidade de saúde Ciams Urias Magalhães em Goiânia, no último dia 13 de junho, o Conselho Regional de Medicina do Estado de Goiás (Cremego) constatou a falta de condições de trabalho o que estaria prejudicando o trabalho dos médicos e comprometido à qualidade do atendimento à população. Depois de constatar as irregularidades, os agentes do Cremego aprovaram a interdição da unidade de saúde, o que impossibilitaria os médicos de trabalhar no Ciams até que as irregularidades fossem sanadas pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Porém, o juiz federal substituto Rafael Ângelo Slomp, da 11ª Vara, suspendeu a interdição ética que entraria em vigor nesta segunda-feira (20/08). Diante da suspensão, o juiz determinou um prazo de 30 dias para que a SMS regularize a situação do local. O município deverá informar o Cremego sobre o cumprimento das medidas ou do cronograma para sua execução.

Ainda segundo o juiz, se os problemas não forem resolvidos ou não houver a apresentação de um cronograma, o Cremego terá 15 dias para realizar uma nova fiscalização no Ciams Urias Magalhães e indicar, se necessária, a interdição ética total ou parcial da unidade.

(Foto: Divulgação)

Comentários