Cotidiano

Jovem suspeito de filmar homicídio em Aparecida de Goiânia é preso na rodoviária da capital

diario da manha
Foto: Reprodução

Um rapaz de 20 anos, identificado como Luciano Lucas da Silva Bezerra, suspeito de matar a facadas um homem em Aparecida de Goiânia, foi preso na manhã de domingo, 25, em um terminal rodoviário, no momento em que tentava fugir para o seu estado natal, Alagoas.

Segundo a Polícia Militar (PM), no celular do jovem foi encontrado um vídeo em que ele próprio aparece esfaqueando Josenilton Pinheiro de Castro, de 53 anos, no momento em que a vítima estava sentada em uma calçada do Setor Papilon Park, na Região Metropolitana de Goiânia. Nas imagens, Luciano atinge o homem com vários golpes de faca. A vítima morreu no local.

Além do vídeo, também foram encontrados áudios enviados pelo suspeito para um amigo comentando sobre o homicídio. Em uma das gravações, Luciano diz: “Agora vou dormir que nem um bebezinho, como se nada tivesse acontecido”. Em outra, o jovem se vangloria do crime e afirma: “Paga de doido pra cima de criminoso…Alagoano só mata na faca, tá ligado?”

O delegado responsável pelo caso, Vicente Stabile, informou que o flagrante foi registrado no 4º Distrito Policial de Aparecida de Goiânia e que o suspeito, até o momento, não apresentou um advogado. À polícia, Luciano Lucas confessou o crime, mas contou versões controversas.

De acordo com o investigador, inicialmente, o jovem disse que foi ameaçado pela vítima, após ter um problema, não especificado, com o homem. “Porém, pelas filmagens, fica claro que essa história não procede”, concluiu.

Josenilton Pinheiro de Castro, de 53 anos, estava sentado na calçado quando foi alvejado com várias facadas. Foto: Reprodução

Além disso, as investigações preliminares constaram que após o crime, o suspeito foi até a casa da mãe e disse que tinha matado um homem ao reagir a um assalto, e que precisava de ajuda para voltar à Alagoas. No entanto, a mãe do jovem foi até a porta de casa e viu que quem havia sido morto tratava-se de um morador da região. Momento em que ela mesma acionou a polícia e informou que tinha um corpo na rua. Quando a corporação chegou ao local, conversou com a mulher que confessou que o filho havia matado a vítima e que tinha ido para a Rodoviária de Goiânia com intuito de fugir para Alagoas.

Investigação

Stabile informou que a motivação do crime ainda é desconhecida e que a apuração ficará sob responsabilidade do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Aparecida. Luciano foi autuado em flagrante por homicídio duplamente qualificado, por motivo torpe e por não dar chance de defesa à vítima. Caso seja condenado por pegar até 30 anos de reclusão.

O delegado destaca que o jovem já tinha passagens por furto e receptação em Alagoas. Já a vítima não tinha antecedentes criminais.

Comentários

Mais de Cotidiano