Cotidiano

AGR autoriza reajuste de tarifa de ônibus

diario da manha

Nesta segunda-feira (18/03) o Conselho Regulador da Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização dos Serviços Públicos (AGR) confirmou que cálculos serão feitos para o reajuste da tarifa do transporte coletivo da Região Metropolitana de Goiânia. O aumento sugerido pela Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo (CMTC) varia entre 7,2% e 7,5%. Com este aumento percentual, a tarifa deve aumentar de 4 reais para 4,25 reais ou 4,30 reais.

No entanto, para que seja sancionado o aumento, será necessário uma reunião entre os membros da Câmara Deliberativa de Transporte Coletivo (CDTC),  formada por um deputado, um vereador, representante do Estado, e os prefeitos de Goiânia e de Trindade, se a proposta do aumento for aceita, caberá aos membros anunciar o índice de reajuste da tarifa e a data de quando entrará em vigor.

Em janeiro, a (CMTC) realizou um estudo que sugeria um reajuste entre 0,25 ou 0,30 centavos. As planilhas de atualização da tarifa foram encaminhadas para a AGR que, por lei, precisa aprovar os cálculos realizados.

Entretanto, essa avaliação para o reajuste da tarefia foicou parado, pois o governo estuda tirar a agência CDTC.Um projeto de lei nesse sentido foi enviado à Assembleia Legislativa, mas a tramitação da proposta parou a pedido do prefeito de Trindade, Jânio Darrot, presidente da CDTC.

Na última sexta-feira (15/03) o presidente da AGR, Eurípedes Barsanulfo da Fonseca, convocou a reunião de avaliação da planilha para esta segunda, pois, disse que enquanto o governo não sair da CDTC, a agência tem, por força de lei, o papel de conferir os cálculos do reajuste da tarifa de transporte coletivo de passageiros, feitos pela CMTC.

Comentários

Mais de Cotidiano