Cotidiano

Adolescente morre vítima de acidente em Cuiabá

Segundo dados do Detran, 8 em cada 10 pessoas que não usavam o cinto de segurança, morreram em acidentes.

diario da manha
Foto: Reprodução

Uma menina de 15 anos, sofreu um acidente na zona rural do município de Santa Terezinha, a 1.329 km de Cuiabá/MT. O acidente aconteceu no último domingo (28), por volta das 17h, a vítima viajava com a família e acabou morrendo no local.

De acordo com a Polícia Militar (PMMT), quem conduzia o veículo era o padrasto da adolescente e havia mais três pessoas no carro, que capotou na rodovia.

Segundo a mãe da menina, as duas estavam no banco do passageiro, ao lado do motorista e a menina viajava no colo dela. A PM afirmou que a adolescente foi arremessada para fora do veículo, quando o motorista perdeu o controle da direção e capotou várias vezes.

Outras duas pessoas que estavam no banco de trás do carro tiveram apenas ferimentos leves e foram socorridos e levados até um hospital próximo, mas a menina não resistiu e acabou morrendo.

Como diminuir as consequências dos acidentes

Segundo dados do Departamento de Trânsito (Detran), 8 em cada 10 pessoas que não usavam o cinto de segurança, morreram em acidentes, com pelo menos um dos veículos a menos de 20km/h. Sem o cinto as chances de se machucar em um acidente são quatro vezes maiores.

Menos de 5% dos passageiros do banco de trás usam cinto de segurança, um dispositivo simples que serve para proteger a vida e diminuir as consequências dos acidentes. Em caso de colisão, ele pode impedir que o corpo se choque contra o volante, painel, para-brisas ou até mesmo que o corpo seja arremessado para fora do carro.

De acordo com o Detran, passageiros que usam o cinto de segurança corretamente têm um risco menor de se ferirem e uma chance muito maior de sobreviverem, caso algo inesperado aconteça. E esse é o motivo pelo qual a utilização de cintos de segurança é exigida legalmente na maioria dos países.

Com informações do G1

Comentários

Mais de Cotidiano