Cotidiano

Morre ator de ‘Easy Rider’ aos 76 anos

Peter Fonda deixou sua marca no cinema na década de 1960 ao fazer parte da chamada ‘Nova Hollywood’

diario da manha
Cena do filme 'Easy Road' - Foto: Reprodução

Da Redação

O ator Peter Fonda morreu nesta sexta-feira (16), aos 79 anos, em sua casa, em Los Angeles. Fonda deixou sua marca na sétima arte ao participar de “Easy Rider”, filme de 1969, que praticamente inaugurou um movimento que modernizou Hollywood – a chamada Nova Hollywood, que tinha como expoentes cineastas como Brian de Palma, Francis Ford Copolla e Martin Scorsese. 

O longa lhe rendeu uma indicação para o Oscar de roteiro original. “Easy Rider” tornou-se um clássico da contracultura ao apresentar uma visão moderna e nada edulcorada da América, como era possível ser visto nas músicas da década de 1960. Se antes o território era desbravado pelas lentes épicas de John Ford e seus westerns clássicos, agora era apresentado um caubói moderno.

Com baixo orçamento, o longa teve uma filmagem conturbada, cheia de briga de egos, porém os diálogos em tom naturalista e cenas inusitadas – como a de um bordel ou a que mostra uma viagem alucinógena – tornaram o filme no que melhor retratou a encruzilhada da cultura e comportamento americanos naquela década de 1960.

A partir daí, Peter Fonda não mais encontrou um bom papel, com exceção de “O Ouro de Ulisses”, de 1997, que lhe rendeu uma indicação para o Oscar. Um de seus últimos filmes foi o “Motoqueiro Fantasma”, de 2007, onde interpretou o personagem Mefisto.

Com informações da Agência Estado

Comentários

Mais de Cotidiano