Cotidiano

Tenista brasileiro é banido do esporte por suspeita de combinação de resultados

O tenista brasileiro de 31 anos, Diego Matos, foi proibido de jogar tênis profissionalmente pelo resto da vida. Ele teria manipulado os resultados de torneios disputados no Equador, nos quais ele foi premiado

diario da manha
Foto: Reprodução

Nesta segunda-feira (9), o tenista brasileiro Diego Matos, de 31 anos, foi banido de participar de qualquer competição profissional de tênis, após suspeita de corrupção nos resultados de torneios disputados no Equador, nos quais ele foi premiado.

Além de não poder jogar tênis como profissão pelo resto de sua vida, ela ainda terá que pagar multas de US$ 125 mil (o equivalente a R$ 511 mil na cotação atual). Ele ainda, precisa devolver US$ 12 mil (cerca de R$ 50 mil) das premiações que ele teria manipulado.

O banimento foi divulgado pela Tennis Integrity Union (TIU), um comitê que investiga casos de aposta no esporte. Este comitê está investigando o atleta brasileiro há um bom tempo.

Richard McLaren, o principal comandante da TIU, participou ativamente das investigações. Ele chegou a conclusão que Diego Matos manipulou os resultados de 10 partidas disputadas em 2018 em torneios de nível ITF no Brasil, Sri Lanka, Equador, Portugal e Espanha.

Além disso, Diego também foi culpado por não auxiliar nas investigações, pois não forneceu seus registros telefônicos ou movimentações financeiras no último ano.

O atleta foi suspenso previamente desde 6 de dezembro de 2018 pela TIU. Neste período, o comitê seguiu cobrando do tenista explicações, enquanto investigava o caso.

Após estas investigações, o jogador está banido definitivamente do tênis e o processo não cabe recurso.

*Com informações do G1

Comentários

Mais de Cotidiano