Cotidiano

Ministro do meio ambiente sobrevoa áreas queimadas, no Pantanal

Ricardo Salles foi à cidade de Corumbá neste sábado (3). Ministro tem sido pressionado pelo Senado a dar explicações sobre ações do governo no Pantanal

diario da manha

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, acompanhado de outras autoridades, sobrevoou de helicóptero na manhã deste sábado (3), em Corumbá, no Pantanal de Mato Grosso do Sul, para avaliar o grande impacto provocados pelas queimadas no bioma, que já teve 3,4 milhões de hectares destruídos.

Nos últimos dias, o ministro Salles tem sido pressionado pelo Senado a dar explicações sobre as ações do governo no Pantanal. Na última sexta-feira (2), a comissão do Senado que acompanha as ações contra as queimadas no Pantanal aprovou requerimento para que o ministro preste informações relacionadas às multas ambientais aplicadas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Salles tem 30 dias para responder os senadores que querem o detalhamento das sanções aplicadas pelos órgãos nos últimos cinco anos em cada bioma brasileiro. Na última quarta (30), a mesma comissão convidou Salles para esclarecer as medidas adotadas pelo governo. Ele não é obrigado a comparecer.

Segundo dados do Ibama, só neste ano o fogo já atingiu mais de 1.408 milhão de hectares do Pantanal Sul-mato grossense.

Autoridades dos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul entregaram a Salles uma proposta de políticas públicas de preservação ambiental com foco no Pantanal.

Salles defendeu ainda o uso do fogo controlado e da pecuária apoiando a ideia de ter uma brigada permanente entre MS e MT. Conforme o ministro, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e Ibama dobraram o efetivo este ano.

Comentários