Cotidiano

Suspeito de participação em homicídio de advogados é preso

Dois homens que se passaram por clientes e simularam um assalto assassinaram os advogados Frank Alessandro Carvalhaes de Assis e Marcus Aprígio Chaves

diario da manha

Foi preso um homem, nesta sexta-feira (30), suspeito de participação no assassinato de dois advogados em um escritório, em Goiânia. Pedro Henrique Martins Soares, 25 anos, foi detido na Região Metropolitana de Palmas (TO). Os dois advogados, Marcus Aprígio Chaves,41 anos, e Frank Alessandro Carvalhaes de Assis, 47, foram mortos a tiros por dois homens que se passaram por clientes e aparentam um assalto.

O detido tem passagens por associação criminosa, por porte ilegal de arma de fogo e homicídio. Ele já teria sido contratado para matar uma pessoa. A PC ainda procura o comparsa dele no caso do homicídio dos advogados.

Segundo o site G1, Pedro e o comparsa teriam se hospedado em um hotel no centro de Goiânia, no último domingo (25), três dias antes do crime. Durante as apurações, os políciais foram foram até o local e fizeram uma checagem, tentando localizar mais provas do duplo homicídio.

Em nota, a Polícia Civil informou que “as equipes de investigação continuam atuando para elucidar o homicídio que vitimou os advogados”.

O crime ocorreu na quarta-feira (29), no setor Aeroporto. Conforme o depoimento de uma funcionária, um homem tinha tentado marcar um horário com um dos advogados dias antes, mas não havia disponibilidade na agenda. No dia do atentado, um homem se identificando com o mesmo nome da pessoa que fez a ligação anteriormente foi até o escritório acompanhado de outra pessoa. Eles esperaram para serem atendidos.

Uma força- tarefa composta de cinco delegados e 30 políciais civis foi criada para elucidar o crime. Uma moto que teria sido usada pelos criminosos para a fuga foi apreendida.

Comentários