Cotidiano

Gepatri de Luziânia prende 3 suspeitos por tráfico de drogas

Através de denúncia anônima a especializada fechou a "maior boca de crack do Jardim Ingá"

diario da manha

Policiais do grupo de Repressão a Crimes Contra o Patrimônio (Gepatri) de Luziânia, Entorno do Distrito Federal, prenderam em flagrante 3 pessoas, nesta segunda-feira (21), por associação para o tráfico de drogas, no Parque Estrela D’Alva IX.

A operação foi deflagrada após o recebimento de denúncia anônima de que, no local, estaria funcionando a “maior boca de crack do Jardim Ingá”.

Após apurações e diligências que evidenciaram a procedência das informações, a equipe da Gepatri adentrou na residência, onde foram apreendidas drogas e comprovado o flagrante.

No momento da operação, um dos autuados tentou se evadir do local, mas foi impedido pela equipe e preso em flagrante.

Segundo o delegado Carlos Alfama, responsável pelo caso, houve tumulto de famíliares e vizinhos no momento das prisões.

“No curso da busca domiciliar, diversos famíliares e pessoas próximas aos presos se juntaram em frente à residência para tentar obstruir a ação policial”, afirmou o delegado Alfama.

Por causa da confusão e tentativa de impedimento da ação por parte da família e vizinhos, foi necessário o apoio dos policiais do Grupo de Investigações de Homicídios (GIH) e da Delegacia de Apuração de Ato Infracional (DEPAI), que concluíram as prisões e apreensões necessárias.

Na residência foram encontrados 59 porções de crack, 36 de maconha e R$ 1.360 em espécie, o que configura tráfico de drogas.

Os suspeitos, que não tiveram os nomes divulgados foram presos em flagrante e, após os procedimentos legais foram encaminhados à unidade prisional de Luziânia, onde permanecerão à disposição da Justiça.

Comentários